BOLSONARO??? POR QUE???

b17O eleitor de Bolsonaro, em sua maioria, não idolatra o político como se ele fosse um super homem. Pelo contrário, é o eleitor do tipo que sabe que os políticos são nossos empregados, trabalham para nos servir. Elegemos um presidente, um governador, um prefeito, para administrar tudo o que nos pertence. Elegemos senadores, deputados, vereadores, para fiscalizar por nós o que os administradores estão fazendo.

Dentro de nossa casa, nós mesmos cuidamos. Da porta da rua em diante, as escolas, hospitais, a polícia, os aeroportos e rodoviárias, o próprio asfalto da rua, é tudo nosso, nos pertence.

A atriz Luana Piovani comentou que as pessoas irão votar em Bolsonaro somente para derrotar o PT. Não duvido que haja algumas pessoas com esse pensamento, mas afirmo que a maioria não se enquadra neste caso.

Também se ouve de muita gente que irá votar nele, porque ele é honesto. Sim, isso é fato. E de tão honesto que ele é, e por já ter recusado várias ofertas de oportunidades de enriquecer, ou até mesmo presentes caros comprados com dinheiro público, como os Opalas 0km da Câmara Municipal do Rio de Janeiro em 1990, foi assim que ele foi eleito pelo povo para vários mandatos de deputado federal. Mas também não é isso que nos leva a votar em Bolsonaro. Há outros candidatos que podemos chamar de honestos, porém ainda não tiveram oportunidade de participar de qualquer esquema.

Falam muito que Bolsonaro teve poucos projetos aprovados, transformados em lei. É VERDADE! E é aí que analisamos os mais de 600 projetos de Bolsonaro, que você leitor pode acessar no site do Congresso, e descobrimos por que não foram aprovados pela maioria dos demais parlamentares. São projetos que beneficiam o povo, ou que inibem o desperdício de dinheiro público pelas mãos dos próprios políticos, ou ainda projetos de combate à corrupção. Um dos mais recentes projetos que Bolsonaro apresentou na Câmara, e foi neste ano, prevê que os ex-presidentes não tenham mais aquele enorme benefício financeiro vitalício. Se a lei for aprovada, ele mesmo não terá essa sacolada enorme de regalias quando deixar de ser presidente. Mas também não é só por isso que alguém deve votar nele.

Temos outros candidatos que são, ou se dizem ser, de direita, e falam muito em recuperar o Brasil, e combater a esquerda que tanto rouba nossas vidas. Mas pela experiência que nós brasileiros temos, dos últimos 80 anos ou mais, só Bolsonaro nos inspira confiança de que irá mesmo enfrentar todo o sistema e fazer o que deve ser feito. Mesmo após a facada, que não chocou apenas o público, mas chocou a ele mesmo, ao ver e sentir a morte de perto, ele repousou um pouco, respirou fundo, e não desistiu. Ao contrário, ele ouvir o clamor popular. O verdadeiro clamor, o mais numeroso, não aquele marketing que a esquerda faz manipulando números.

Na história do Brasil tivemos presidentes revezando o poder desde o final do século 19 até um terço do século 20. Tivemos presidente que se vendeu ao nazismo, e depois se vendeu novamente mudando de lado bem no meio da segunda guerra mundial. Tivemos presidente que não aguentou a pressão e se suicidou (aliás, foi o mesmo). Tivemos outro que levou o Brasil a um grande crescimento, mas não impediu outros problemas, e não tratou de outras áreas. Depois, um que renunciou, também por ceder às pressões. Tivemos tanta coisa que nem vale a pena continuar, agora que vou entrar nos atuais, onde um até está preso, e todos os outros estão implicados em esquemas criminosos.
Nunca tivemos um presidente como Bolsonaro. Aliás, ainda não temos.

Nunca tivemos alguém com tanta vontade de fazer, e que inspirasse tanta credibilidade nisso. É tanta credibilidade, que as maiores facções criminosas proíbem a propaganda dele em seus locais de domínio. É tanta credibilidade, que os adversários desta eleição estão desesperados, sabendo que se ele ganhar, a prisão de muitos políticos acontecerá, o que não ocorreria em caso de derrota de Bolsonaro.

Citando Nando Moura: “Você não escolhe um candidato pelas coisas que ele fala, por aquilo que ele divulga ter feito, ou por aquilo que ele diz que irá fazer. Você deve escolher um candidato pelas coisas que ele oculta.”

Alguns se metem a dizer, sem pensar, que esta eleição está igual a de 2014, onde o povo se viu obrigado a votar no “menos pior”. ERRADO!!! Este ano, é com grande conforto que podemos escolher um candidato que é o MELHOR, e não o menos pior. Mesmo com seus defeitos, o que o eleitor também não é cego para observar, ainda assim Bolsonaro é de longe a melhor opção.

Comparações com outros candidatos faria este texto ficar enorme, e outra coisa que o eleitor de Bolsonaro não faz, é optar votar nele apenas para evitar que um réu indiciado suba ao poder.
O eleitor de Bolsonaro é o mais bem informado de tudo, e quer reconstruir o Brasil, e passar a ter orgulho deste país.

Comentários via Facebook

Posts relacionados

Comentários via Alfa Blog

Receber notificações de:
avatar
wpDiscuz