14-Bis de Santos Dumont, à grande conquista dos céus.

santos-dumontAlberto Santos Dumont, neto de um emigrante francês, nasceu no Brasil, no estado de Minas Gerais. Seu pai era engenheiro, empresário e fazendeiro de café.  Em 1891, Santos Dumont foi enviado a Paris para estudar mecânica e outras ciências.  A morte de seu pai no ano seguinte deixou Alberto muito  rico, pois ele havia recebido uma grande herança.

Após 4 anos de estudos, o brasileiro sonhador começou a dedicar todo o seu dinheiro e energia em suas invenções.

A ideia de voar, foi por muito tempo um fascínio estranho para Alberto; e, como um jovem rico e ousado, ele também foi um dos primeiros parisienses a investir em um automóvel movimentado a gasolina.

Ele fez o seu primeiro voo de balão na primavera de 1898, e como muitos outros inventores da época, ele pensou na possibilidade de anexar um motor movido a gasolina e com hélice a um balão, e assim, ser capaz de dirigir livremente sua invenção pelos céus. Ele foi o primeiro a conseguir essa proeza, em 1898, dois anos antes do surgimento dos dirigíveis rígidos, mais conhecidos como zepelins.

14-bisEm 1901, depois de vários contratempos, ele ganhou o  Deutsch de la Meurthe, por ter conseguido contornar a Torre Eiffel em seu dirigível n.6, partindo do campo de Saint Cloud e retornado em 29 minutos e 30 segundos. (30 minutos era o tempo estipulado para a prova). Esta conquista valeu-lhe o premio de 100 mil francos.

Poucos anos depois, Santos Dumont voltou sua atenção para o voo tripulado. E em 23 de  outubro de 1906, com o “14-BIS”, executou em Paris o primeiro voo em um aparelho mais pesado que o ar. O 14-BIS era capaz de decolar por conta própria e em condições variáveis de vento. A aeronave subiu a uma altura de 50 metros. O dia 23 de outubro entrou para história e virou data comemorativa, “O Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira”.

Em 1908, Santos Dumont construiu o “Demoiselle”, cujo desenho serviria de modelo a todos os projetistas que se seguiram. Tudo nela era obra de Dumont, inclusive o motor.

Cansado e com problemas de saúde, Santos Dumont realizou seu último voo em 18 de setembro de 1909. Depois fechou sua oficina em 1910 e retirou-se do convívio social. Voltou ao Brasil em 1916. Amargurou-se ao ver sua invenção sendo usada na Primeira Guerra Mundial, e acabou se suicidando em 1932.

Este é apenas um breve resumo que fizemos sobre a história de Santos Dumont, ¨O Pai da Aviação¨. Eu recomendo este documentário abaixo para todos os interessados em saber mais sobre assunto.

Comentários via Facebook
Lincoln Portz
Lincoln Portz
Meu nome é Lincoln Portz, criador do Alfa Blog, tenho 30 anos e trabalho na área de T.I. Sou viciado em informação e adoro compartilhar idéias, consigo unir o útil ao agradável no meu trabalho. Procuro me atualizar sempre que possível sobre o mundo tecnológico.

Posts relacionados

Comentários via Alfa Blog

Receber notificações de:
avatar
wpDiscuz